/14

EDITORIAL

#XIVEIMMN

Com os olhos no futuro e os ouvidos no passado, com um cheiro de tradição e um sabor de contemporaneidade, partimos para esta edição do nosso Encontro Internacional de Marionetas de Montemor-o-Novo. Um Encontro de pessoas para pessoas.

Doze companhias e colectivos dão-nos a ver 21 apresentações de marionetas em combinação com dança, corpo, objectos, matéria, música e artes visuais, dando a conhecer toda a transdisciplinaridade da marioneta com todas as suas capacidades de mutação permanente.

O campo alentejano e o nosso castelo como paisagem de fundo, que nos acolhem de braços abertos, transformando-se em cenários que dançam, falam e cantam.

É nessa capacidade de nos transformarmos e de transformarmos o próximo que acreditamos e que vemos como imprescindível para termos uma sociedade mais inclusiva, igualitária e justa, melhorando a forma como nos relacionamos uns com os outros e connosco próprios.

A relação de vários artistas do mundo e de Portugal com Montemor-o-Novo e o Alentejo, onde o tempo ganha outro significado, com uma cultura rica em símbolos e em património natural e arquitectónico, torna este Encontro singular para todos os que nos visitam e assistem à nossa programação. Esta simbiose entre a arte e a cultura de uma região funde-se num momento único e diferenciado.

Estas companhias e colectivos da Bélgica, da França, do Peru, do Brasil e de Portugal partilham connosco a sua visão e abordagem nas artes performativas.
Como actividades complementares, teremos dois workshops para a comunidade escolar, uma masterclass para profissionais ou interessados no trabalho do corpo como meio dramático, um concerto e uma exposição.

Nesta edição, teremos duas extensões do nosso festival. Uma extensão será em Lisboa, no Teatro Ibérico, com a apresentação de quatro espectáculos, e a segunda extensão será à freguesia de Santiago do Escoural com apresentação de uma performance e um concerto na Aldeia da Casa Branca.

 

— Amândio Anastácio, Director Artístico da Alma d’Arame

As actividades decorrem no Cineteatro Curvo Semedo, na Sociedade Filarmónica Carlista, no Agrupamento de Escolas, no Mercado Municipal, no Espaço da Alma d’Arame e no Parque Urbano.

Queremos partilhar com todos este ENCONTRO: “Venham daí e tragam um amigo também.”

 

INFORMAÇÕES

MONTEMOR-O-NOVO


RESERVAS
almadarame@gmail.com

INFORMAÇÕES
+351 927 595  232 / almadarame@gmail.com

BILHETEIRA

Foyer do Cineteatro Curvo Semedo [Largo Doutor António José de Almeida]

Horário de funcionamento: de 25 de Maio a 5 de Junho, das 14h00 às 18h00; e 1h antes de cada sessão.

BILHETES
Espetáculos no Cineteatro Curvo Semedo e Sociedade Carlista: 4€

Todas as atividades nos restantes espaços: Entrada Livre

Menores de 16 anos: Entrada Livre

Lotação limitada.

Para todos os espetáculos e concertos, de entrada livre inclusivé, é necessária a apresentação de bilhete à entrada do recinto. Os lugares são marcados.

CONDIÇÕES

Abertura de portas: 30 minutos antes.

Não é permitida a entrada após o início da sessão. Não é permitido qualquer tipo de registo vídeo ou áudio, nem o uso de telemóvel ou outros equipamentos sonoros.

LISBOA

TEATRO IBÉRICO

Rua de Xabregas 54

www.teatroiberico.org


BILHETES
Bilhetes disponíveis em ticketline.sapo.pt
Preço: Crianças 3,50€ / Público em geral 5,00€

Abertura de bilheteira: 2h antes da sessão.

 

INFORMAÇÕES

+351 927 510 092 / +351 218 682 531

bilheteira@teatroiberico.org

CONDIÇÕES

Abertura de portas até 10 min. antes da sessão.

ACESSO E SEGURANÇA – COVID.19

As regras de segurança para acesso do público aos recintos estão de acordo com as recomendações da Direção Geral de Saúde. Para qualquer questão, solicite apoio ao pessoal de frente de casa.

ESPAÇOS DE APRESENTAÇÃO

Cineteatro Curvo Semedo

TEATRO IBÉRICO

Sociedade carlista

MERCADO MUNICIPAL

PARQUE URBANO

ESPAÇO ALMA D'ARAME

ALDEIA DA CASA BRANCA

O que visitar em Montemor-o-Novo?

Castelo de Montemor-o-Novo

Este castelo, um dos maiores de Portugal, situado na colina mais alta da cidade, é o recinto original da vila medieval de Montemor-o-Novo. O castelo foi conquistado aos mouros por ordem de D. Afonso Henriques, e as suas muralhas atuais foram construídas durante o reinado de D. Dinis.

CROMELEQUE DOS ALMENDRES

O Stonehenge português – o maior círculo de menires alguma vez encontrado em Portugal e na Península Ibérica. Constituído por 95 monolitos, ou menires, e remontando ao milénio VII a.C., é um dos mais importantes monumentos megalíticos e mais antigos de toda a Europa.

Nossa Sr.ª da Visitação

A capela, ou santuário, de Nossa Senhora da Visitação foi construída no século XVI em estilo manuelino-mourisco, na histórica localidade de Montemor-o-Novo.




BARRAGEM DOS MINUTOS

A Barragem dos Minutos é uma barragem implantada sobre o rio Almansor, na freguesia de Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras, no município de Montemor-o-Novo. A barragem entrou em funcionamento em 2003.


EQUIPA

DIREÇÃO ARTÍSTICA E PROGRAMAÇÃO
Amândio Anastácio

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO
Ricardo Falcão

ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO
Joana Mota

DIREÇÃO TÉCNICA
João Sofio

ASSISTÊNCIA TÉCNICA
Nuno Borda d’Água e Carlos Lourenço

COMUNICAÇÃO, DIFUSÃO E CIRCULAÇÃO
João Murteira

GESTÃO FINANCEIRA E DE PROJETO
Inês Maia e Mariana Silva [Pé de Cabra]

GESTÃO ADMINISTRATIVA
Alexandra Anastácio

CAPTAÇÃO, EDIÇÃO DE VÍDEO E VÍDEO-TEASER
Cooperativa CAL

FOTOGRAFIA
Inês Sambas

DESIGN
Marco Fidalgo

WEBSITE
João Simões [DWP]

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Rita Costa [HORA]

SÁBADO, 26 MAIO CINE-TEATRO CURVO SEMEDO

BONECOS DO MERCADO

ALMA D’ARAME – MONTEMOR-O-NOVO

Bonecos do Mercado é um espetáculo multidisciplinar inspirado nos tradicionais teatros de marionetas itinerantes que percorriam mercados, feiras e certames, e em todo o universo de personagens e objetos que os habitavam.

Em torno de uma estrutura ambulante, que lhes serve de espaço cénico, três intérpretes – marionetistas, músicos e bailarinos – percorrem o espaço do mercado num constante jogo com o público, entre as personagens de vendedores ou compradores, partilhando a sua visão da história da humanidade em vários atos.

Ver dossier completo